Linguagem corporal negativa - erros de comunicação e como corrigi-los

O que é linguagem corporal negativa? É sempre óbvio ou rápido de detectar?



Não exatamente. Afinal, somos criaturas de hábitos. E muitos de nós podem se acostumar a sentar da maneira errada ou fazer os gestos errados.

Mas não se preocupe. A boa notícia é estes podem ser consertados.



Primeiro, temos que identificar cada coisa que conta como linguagem corporal negativa. Então, podemos trabalhar para resolvê-los.



Clique aqui para assistir ao vídeo - Linguagem corporal negativa - erros de comunicação e como corrigi-los

1. Má postura

Esta é uma das formas mais negligenciadas de linguagem corporal negativa. Você pode pensar que a má postura só leva a problemas físicos. Errado.

A realidade é a má postura também afeta negativamente seu humor, níveis de estresse e auto-estima. Na verdade, ombros caídos podem fazer com que você pareça e se sinta cansado e mais fraco do que realmente está.

linguagem corporal negativa postura ruim sentado

Não se curve - mantenha o corpo ereto quando estiver sentado.



Como consertar: Uma boa postura envolve ter os ombros relaxados e não caídos. Você também deseja que sua cabeça, corpo e coxas estejam em linha reta. Se você frequentemente precisa se sentar para realizar algo, é útil conseguir uma cadeira projetada para ajudá-lo a sentar-se ereto. Ajuste a cadeirinha do carro adequadamente para que sua cabeça toque o encosto de cabeça. Crie o hábito de ficar olhando para a frente, pois o corpo segue os olhos.

Uma boa postura envolve ter os ombros relaxados, com a cabeça, o corpo e as coxas em linha reta.

Use roupas que lhe sirvam! Roupas mal ajustadas (ex: se as mangas não forem largas o suficiente para seus braços) incentivam você a se curvar para “encolher” dentro delas. No geral, melhorar sua postura demora um pouco e pode parecer pouco natural no início. Mas vale totalmente a pena o tempo e o esforço.

2. Posição ruim das pernas e pés

Sempre que você está sentado, suas pernas e pés podem enviar mensagens das quais você nem percebe. A distância entre os joelhos ou as pernas pode dizer algo sobre sua personalidade.

linguagem corporal negativa pernas pés juntos

Manter as pernas juntas mostra uma linguagem corporal negativa.



Se seus joelhos estão juntos e seus pés separados, você pode parecer inseguro ou infantil. De cruzando as pernas, você pode parecer defensivo, distante ou até mesmo fechado. E então existe a difusão do homem. Manter as pernas afastadas indica um certo grau de dominância. Mas também pode revelar arrogância e muitas vezes é inadequado em situações formais.

E mesmo que suas pernas não estejam muito próximas ou distantes, seus pés podem ser um problema. Os movimentos dos pés são uma grande 'indicação' da qual muitas vezes não temos consciência. Quanto mais seus pés batem no chão ou sobem e descem, é mais provável que você demonstre nervosismo e ansiedade.

Sente-se com as duas pernas próximas uma da outra em uma posição neutra.



Como consertar: Sente-se com as duas pernas próximas uma da outra (não firmemente juntas) em uma posição neutra. Isso permite que você pareça calmo, atencioso e aberto à conversa. Lembre-se de manter as pernas à frente e não para os lados. Como as mãos postas, isso pode indicar que você não está se sentindo confiante ou confortável no momento. E, por último, mantenha os pés parados e apoiados no chão.

3. Braços cruzados

O problema com os braços cruzados é - como ao fazer um sinal X para se proteger em jogos infantis - eles fazem você parecer que está na defensiva. Quem quer que esteja interagindo com você pode considerá-lo pouco impressionado ou desinteressado com o que está dizendo. E, no final das contas, cruzar os braços não faz você parecer acessível.

linguagem corporal negativa de braços cruzados

Cruzar os braços é como “se proteger” da outra pessoa.



Como consertar: Mantenha os braços para trás. O truque é mantê-los paralelos ao corpo. Isso não apenas mostra como você é aberto a conversas, mas também sinaliza poder e confiança. Estudos revelaram até que você se lembrará de mais de 25% a mais ao ouvir com os braços descruzados.

4. Má posição das mãos e dos dedos

Existem várias coisas que você pode fazer com o seu mãos e dedos que representam linguagem corporal negativa. Primeiro, você está apertando as mãos. É uma ação comum para as pessoas quando estão se sentindo estressadas, mas é contraproducente quando você está fazendo negócios com outras pessoas e deve projetar autoconfiança.

linguagem corporal negativa mãos nos bolsos

As mãos nos bolsos podem fazer parecer que você tem algo a esconder.

O próximo passo é manter as mãos atrás das costas ou nos bolsos. Pode ser uma posição que a maioria de nós assume inconscientemente, mas coloca você em risco de agir como se estivesse escondendo algo. Também não é bom esfregar as palmas enquanto está sentado ou colocar os dedos de uma mão sobre a outra para formar uma 'torre'. Esses gestos podem ser associados a serem enganosos ou impositivos.

Como consertar: O objetivo principal é expor as palmas das mãos. Por quê? Fazer isso envia um sinal neurológico de honestidade e envolvimento positivo com os outros. Pessoas que não veem suas mãos durante as conversas podem ficar na defensiva e suspeitar de você.


canal do youtube rmrs

5. Apertos de mão que são fracos / muito fortes

Eu sei. Apertos de mão não são a coisa mais fácil de dominar. Infelizmente, um aperto de mão fraco ou excessivamente forte é um dos tipos mais extremos de linguagem corporal negativa. Especialmente quando as primeiras impressões estão em jogo.

linguagem corporal negativa aperto de mão muito forte

Um aperto de mão muito forte pode fazer você parecer bastante agressivo.

Apertos de mão fracos são considerados fracos porque envolvem mãos suadas ou frias ou mãos que mal tocam a palma da outra pessoa. Eles podem pintar um quadro de alguém que carece de autoridade e confiança. Ou indicam alguém que é apenas frio por natureza. Enquanto isso, apertos de mão com muita força são considerados fortes demais e fazem você parecer agressivo.

Como consertar: Dê alguns batimentos para cima e para baixo (não mais do que 3) e mantenha o contato visual enquanto aperta a mão de alguém. Você pode adicionar sua mão esquerda para mostrar melhor um senso de cuidado ou sinceridade, mas somente se apropriado. As pessoas têm duas vezes mais probabilidade de se lembrar se você apertar bem a mão delas. Eles também acabam sendo mais abertos e amigáveis.

6. Muito pouco / muito contato visual

Muito a ser dito sobre o contato visual. Muito pouco disso significa más notícias de muitas maneiras diferentes: você está agindo de forma pouco profissional, está despreparado, é inseguro ou não é sincero com os outros. Isso pode te machucar seriamente logo de cara em uma festa ou durante um encontro.

Há uma razão pela qual somos ensinados, quando crianças, a olhar as pessoas nos olhos enquanto conversamos ou ouvimos. Isso faz com que eles se sintam confiantes e confortáveis ​​com você. No entanto, a especialista em linguagem corporal Carol Kinsey Goman também afirma que muito contato visual produz o efeito oposto. Pode parecer rude, intimidante ou hostil.

Como consertar: Existe a chamada “regra 50/70” (pelo menos para quem vive na América do Norte). Você quer olhar alguém nos olhos 50% do tempo ao falar e 70% ao ouvi-lo. O ponto ideal para manter o contato visual a cada vez é de 3-5 segundos. Mas lembre-se que tal regras de contato visual dependem do país ou da formação cultural.

7. Inclinado para trás

Em conversas, lembre-se de que a chave é inclinar-se frente - não volte. Se você se inclinar para a frente, confirma que está ouvindo com atenção e mostrando interesse no que está sendo dito. Inclinar-se para trás dá a impressão oposta de estar entediado ou indiferente. No entanto, lembre-se de não demais, ou você pode parecer carente ou desesperado para a outra pessoa.

8. Gestos exagerados

Nós conhecemos o ditado menos é mais. E o 'mais' neste caso pode ser classificado como linguagem corporal negativa, especialmente porque diminui os pontos positivos sobre você. Isso inclui mover os braços descontroladamente ou com frequência, roer as unhas ou tocar os punhos da camisa. Eles apontam para uma falta de profissionalismo e confiança de sua parte.

9. Não gesticulando o suficiente

Tenha cuidado também para não se controlar a ponto de NÃO fazer gestos. Se você mostrar um movimento quase zero para a outra pessoa, parecerá rígido e não natural. Pode parecer que você está tentando conscientemente não demonstrar emoção. E isso tende a ser desagradável.

Como consertar: Gesticular enquanto falamos é, na verdade, uma boa maneira de fortalecer nosso pensamento. Estudos do cérebro revelam que uma região chamada área de Broca (que é vital para a produção da fala) está ativa não apenas quando estamos falando, mas também quando movemos nossas mãos. Por isso, ajuda durante uma apresentação fazer um gesto com a mão aqui e ali. E se for o caso, tente colocando sua mão em seu coração se você quiser dizer algo sincero. Esse gesto está associado a mostrar integridade e honestidade.

10. inquietação

Inquietação é um sinal de tédio. É um incômodo tanto para o ouvinte quanto para o locutor. Portanto, seja movendo seus dedos ou mexendo em seu cabelo, telefone ou qualquer outro objeto - ele desvia a atenção de tudo o que está sendo dito. E você acaba parecendo fraco, desconfortável ou perturbador.

linguagem corporal negativa inquietação com telefone de gravata

Mexer-se ou agarrar-se a um objeto apenas distrai a outra pessoa.

Como consertar: Coloque as mãos no colo. Use-os para gesticular ao falar ou tente segurar uma caneta e um bloco se eles tenderem a se mover um pouco. Tente NÃO segurar o telefone ou usá-lo durante uma conversa ou reunião. E quando você sentir vontade de ficar inquieto, respire fundo algumas vezes para ajudar a relaxar.

11. Não espelhando outros

Por que o espelhamento é uma coisa boa? Porque permite que você construa um relacionamento com outras pessoas facilmente. Espelhar coisas como a postura da outra pessoa, posição sentada, ângulo do corpo (embora deva ser feito com moderação!) Ajuda você ganhar a confiança das pessoas. Isso permite conversas mais profundas e significativas. Isso é especialmente importante nos negócios, quando você está conhecendo alguém pela primeira vez.

Adivinha? Acontece que os homens acham o espelhamento mais difícil do que as mulheres, mas as mulheres são mais influenciadas pelo ato de espelhar. Isso faz com que as mulheres considerem mais atraentes os homens que imitam seus gestos e postura.

12. Sem sorrir

Sorriso. Não é natural que todos façam isso de forma aleatória ou sem um motivo real. Mas sorrir tem um poder natural de sentir-se bem. Embora alguns não prestem muita atenção em como seus membros estão posicionados, a maioria das pessoas reage ao que é transmitido em seu rosto.

Um sorriso genuíno surge lentamente. Isso causa um enrugamento dos olhos e seu rosto se ilumina e depois desaparece gradualmente. Nada irregular ou exagerado. Domine esse sorriso. Quando você sabe os momentos certos de usá-lo, ele deixará todos à sua volta à vontade. Isso vai ajudar a quebrar o gelo nas festas. Além disso, sorrir faz você se sentir bem!

13. Parecendo entediado ao ouvir

É um problema simples com uma solução simples. Lembre-se de sorrir e acenar com a cabeça quando alguém estiver falando com você. Essas são táticas fáceis de usar para que saibam que você ouvindo ativamente ao que eles dizem. Além disso, certifique-se de que sua cabeça e tronco estejam voltados para o alto-falante. Não olhe para o seu telefone ou relógio ou para a reação dos outros.

14. Barreiras

linguagem corporal negativa segurando a barreira do copo

Objetos como uma xícara de café podem criar uma barreira entre você e outras pessoas.

Objetos físicos - mesmo que não façam parte do seu corpo - podem ser prejudiciais para uma reunião ou sessão de colaboração com outras pessoas. Você quer deixar de lado qualquer coisa que bloqueie sua visão ou forme uma “barreira” entre você e o resto da equipe. Isso inclui até uma xícara de café. Um executivo sênior era conhecido por dizer que podia avaliar a confiança de sua equipe pela altura em que seguravam suas xícaras de café. Quanto mais alto o copo era segurado, mais inseguro se sentia.

15. Dando tapinhas em sua perna (ou pernas)

Por mais inocente que pareça, este é um gesto claro de consolo que mostra o quão desconfortável você pode estar no momento. Qual é um bom exemplo? Considere a época em que Britney Spears apareceu no Dateline, alegando que seu casamento estava bem alguns meses antes de ela pedir o divórcio. Ela não conseguia parar de dar tapinhas em sua perna durante a entrevista.

16. Tocando alguém com a ponta dos dedos

Há basicamente uma linha tênue aqui. Quando a situação for apropriada, você pode tocar alguém levemente para começar a construir um vínculo (ou para mostrar interesse romântico quando estiver em um encontro). A coisa é que você deve usar seu todo mão enquanto toca. Um mero toque com a ponta dos dedos pode sinalizar aversão ou hesitação.

17. Invadindo o Espaço Pessoal

Não existe uma regra clara quando se trata de espaço pessoal. Mas você deseja que a distância entre você e a outra pessoa seja em geral entre 1,5 e 5 pés. É uma gama ampla, pois todos nós temos diferentes “amortecedores” ao nosso redor que nos permitem sentir confortáveis.

O mais importante é saber que alguém não é próximo a você - mesmo se vocês trabalharem juntos - e respeitar esses limites. Você pode deixar seu parceiro, familiares ou amigos se aproximarem fisicamente e vice-versa, mas não é o caso com outras pessoas.

18. Apontando

linguagem corporal negativa apontando o dedo

Nunca é educado apontar para os outros.

Apontar é rude. Claro e simples. Eu até aconselharia você a não apontar para si mesmo, pois isso pode retratá-lo como um pouco arrogante ou pode parecer um gesto exagerado que afasta a outra pessoa.

19. Passos de bebê

Você não é mais um bebê. Então, por que se permitir dar pequenos passos como se arrastar ou arrastar os pés? A linguagem corporal negativa nesses casos é andar como se você fosse tímido, lento ou indisposto. Em vez disso, você deseja dar grandes passos e passos firmes. Acredite em mim, eles fazem maravilhas pela sua capacidade de olhe e fique mais confiante.

20. Esquecer que essas regras podem ser diferentes em outros lugares.

Não sou especialista em linguagem corporal em todas as partes do mundo. Mas quem não é? Não podemos simplesmente confiar em nosso conhecimento do que funciona e do que não funciona em nosso ambiente. Regras e nuances de significado variam. Dependem do país ou da sua história, ou mesmo da forma como outros cresceram no outro lado do seu país. Portanto, tenha isso em mente e sempre faça pesquisas sempre que viajar.

O que posso dizer, senhores? A linguagem corporal é importante. Pode influenciar se devemos ir mais longe ou ficar para trás - no trabalho, em nossos relacionamentos ou na vida em geral. A comunicação não verbal é tão importante, senão mais importante do que dizer as coisas certas. Portanto, preste atenção a esses exemplos de linguagem corporal negativa. E domine como consertá-los.


canal do youtube rmrs