Aromas estimulantes melhoram o desempenho, o humor e a prontidão no trabalho

Vários estudos na última década examinaram os efeitos de aromas calmantes e estimulantes / excitantes em uma série de variáveis ​​psicológicas. Aqui está um experimento que estudou o efeito de cheiros estimulantes / excitantes no estado de alerta e no desempenho no trabalho, publicado em 2009 no North American Journal of Psychology.

EXPERIMENTAR



Pesquisas anteriores a este experimento demonstraram que ambos canela e hortelã-pimenta os cheiros influenciam o estado de alerta, a motivação e o desempenho da tarefa.

Ambos são cheiros estimulantes / excitantes (em oposição aos calmantes ou suaves).



Este experimento teve como objetivo testar o efeito desses odores em uma tarefa específica: dirigindo.

  • Por que dirigir? Bem, os pesquisadores apontam que o custo social anual total de acidentes com veículos motorizados é $ 150 bilhões.
  • Cerca de 1 milhão desses acidentes são resultado de lapsos de atenção nos motoristas.
  • Qualquer fator que possa reduzir o número de acidentes (e claro, fatalidades) é uma melhoria!



Os pesquisadores recrutaram 25 estudantes universitários para participarem de um simulação de direção.

Cada participante foi colocado em um simulador de direção virtual e recebeu um aparelho nasal que entregou:

  • Oxigênio com óleo de canela
  • Oxigênio de baixo fluxo sem cheiro
  • Oxigênio com óleo de hortelã-pimenta

A simulação de direção dá ao participante cenários predefinidos e um caminho a seguir. É configurado como um carro normal: pedais, pára-brisa (tela), volante, etc.



Como os participantes estavam 'dirigindo' no simulador, uma série de avaliações foram feitas em intervalos regulares:

  • Estado de humor
  • Demandas de trabalho (quão mental e fisicamente cansativa a direção foi para o participante)
  • Demandas temporais (quão rápido o tempo pareceu passar)
  • Reação do participante (esforço, frustração, desempenho)
  • Nível de alerta

Cada participante fez uma viagem de 2 horas, três vezes (cada viagem teve 2 dias de intervalo).

RESULTADOS:

    • Ansiedade:
      • Peppermint reduziu a ansiedade em todas as 3 unidades.
    • Fadiga:
      • Peppermint reduziu a fadiga em todas as 3 movimentações.
      • A canela reduziu a fadiga com o passar do tempo (ela entrou em vigor gradualmente nas unidades posteriores).
    • Demandas temporais:
      • Tanto a hortelã-pimenta quanto a canela fizeram os participantes sentirem que o tempo passou mais rápido (em comparação com a ausência de perfume).
      • O tempo voa quando o seu ambiente cheira melhor!
    • Frustração:
      • A hortelã-pimenta e a canela diminuíram a frustração ao dirigir (em comparação com a ausência de perfume).
    • Prontidão:
      • A hortelã-pimenta e a canela aumentaram o estado de alerta ao longo do experimento (em comparação com a ausência de perfume).

DISCUSSÃO:

Esta é a evidência de que podemos usar perfume para aumentar o desempenho em tarefas altamente exigentes.



Aromas estimulantes (como hortelã-pimenta ou canela) parecem diminuir a ansiedade, diminuir a frustração, reduzir a fadiga, fazer o tempo passar mais rápido e aumentar o estado de alerta.

Todas essas coisas são cruciais, especialmente em tarefas cansativas e monótonas, nas quais os erros podem ser fatais.

Referência



Raudenbush, B., Grayhem, R., Sears, T., & Wilson, I. (2009). Efeitos da administração de odor de hortelã-pimenta e canela no estado de alerta, humor e carga de trabalho simulados ao dirigir. North American Journal of Psychology, 11(2), 245-256. Ligação: http://wakupinc.com/wp-content/uploads/2013/01/Effects-of-Peppermint-and-Cinnamon-Odor-Administration-on-Simulated-Driving-AlertnessMood-and-Workload.pdf